Skip to content

A lei seca

Março 17, 2013

24 de Agosto – 17 ª etapa: Campingplatz Linz am- Pichlingersee, Ebelsberg, 4030 Linz, Áustria – Área de serviço de Augsburg , Alemanha (+/- 283Km)

O que são 283km para um autocaravanista? Ora…como a etapa ia ser curta, podíamos relaxar um pouco mais, demorar mais no duche, pequenalmoçar devagar, dar mais atenção à casita.
Passeámos demoradamente pela beira do lago, por um trilho cimentado entre a água e os relvado bem aparado, semeados aqui e ali por bancos de madeira, mesas de piquenique, ou apenas ocupados por toalhas. A manhã estava fresca, era ainda cedo e não havia, por isso e porque tinha chovido de noite, muita gente no lago e suas margens. Sem pressa voltámos ao camping e, porque não havia hora de saída, espreitámos o menu do restaurante. Surpresa: um dos pratos do dia era filetes de peixe com arroz de tomate e salada. 6,90€. Ementa portuguesa do sr. Santos? Quem disse que a Austria é cara?
Os filetes estavam deliciosos, regados a água dos Alpes. Por cima, um café muito bom a 1,90€.
Vamos então até Linz.
Entrámos na cidade a contra-corrente, isto é, subindo o Danúbio e procurando estacionamento. Passada a grande ponte que liga o centro à outra margem, encontrámos o tão almejado estacionamento, próximo do centro. É para ali que nos dirigimos, para a Hauptplatz. Agora sim, o calor aperta, as esplanadas estão cheias e os locais e os turistas aproveitam as sombras. Um gelado veio mesmo a calhar, lambido a caminho da catedral de Linz. Edifício imponente, na hora cheio de freirinhas, fresco e gratuito, exceto o “tesouro” da catedral.
“Perdemo-nos” pelas ruas, fizemos algumas compras, sobretudo prendas para os amigos e voltámos à praça central. Dali atravessámos a ponte Nibelunguenbrücke visitámos o “Cubus”, o cubo, que é um museu de artes e eletrónica. Muito interessante e a não perder. Reparámos então que nessa margem e à vista do museu, um pouco mais abaixo, com acesso pela Wildbergstrasse, há um enorme parque de estacionamento onde todos cabem, incluindo ACs.
Voltámos para rever a Hauptplatz e dali para a AV. O tempo estava a ameaçar trovoada, já caíam umas pingas grossas pelo que levantámos a âncora, à vista do Danúbio, e apontámos a Augsburgo.
O TomTom levou-nos direitinhos à área de serviço/estacionamento, por entre um verdadeiro dilúvio. Chovia, relampejava e não se via nada. Assim, por entre duas ou três dezenas de autocaravanas, descortinámos um lugar mais ou menos largo para nós e, estrategicamente, “reservámos” um lugar aos nossos amigos que estavam em trânsito desde Viena. Olhando à nossa volta estranhámos tanta fartura de lugar naquela ponta da AS. Sem grande admiração descobrimos porquê: ao nosso lado estava uma caravana de ciganos. (Sem comentários…)
Escurecia e os nossos amigos não chegavam…quando chegaram ocuparam o seu lugar, junto ao ciganos. Antecipo já que os ditos ciganos não causaram qualquer problema nem se fizeram notar.
Afinal a AS era paga: 8 euros por noite. Porém como diante da máquina de pagamento automático estava uma grande poça de água, um lago, achámos que era uma boa desculpa para não pagar…e não pagámos.
Um dia longo, alguma condução e a vontade de… bem, em frente, depois da estrada havia uma estação de serviço e mais à frente, um LIDLE, já fechado. A vontade era de beber uma cerveja.
Na estação de serviço escolhemos as cervejas e já com elas sobre o balcão, acontece este diálogo:
-Vieram a pé? -perguntou o caixa.
-Sim! – respondi.
– Então, não posso vender a cerveja. Só vendemos cerveja a quem vem de carro. É uma nova lei. Lamento mas não pode ser.
-!!!??? Como?
-Se viessem de carro, eu podia vender. Assim, não! É a lei!
E pronto, fomos rebuscar no fundo dos frigoríficos e encontrámos um verde fresquinho que serviu muito bem! E que se lixe a lei seca para peões naquele estado alemão!
Mas, vistas bem as coisas, tem lógica: não vender aos peões, evita os “botellón” nas ruas e nos parques e a consequente sujeira, vomitados, garrafas partidas, como infelizmente se vê por cá; como há tolerância zero para os automobilistas, também não vão beber no carro. Portanto, para o cidadão comum pode ser injusto, mas tem uma razão de ser.
Jantámos, conversámos, aproveitámos uma aberta para dar uma volta e ver os vizinhos de ACs. Depois, cama, acompanhados por chuva quase toda a noite.
———————————————–
Despesas:
almoço camping 17,80€
vários: 20€
———————————–

O lago do campimg Linz

O lago do campimg Linz

Hauptplatz - Linz

Hauptplatz – Linz

Catedral de Linz

Catedral de Linz

O cubo: artes e eletrónica

O cubo: artes e eletrónica

sentido de humor austríaco

sentido de humor austríaco

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: